Blog do Castelo

Aliança de Casamento: conheça as origens e os significados

Aliança de Casamento: conheça as origens e os significados

A aliança de casamento simboliza a união e o compromisso firmado entre duas pessoas. É a representação do elo entre o material e o espiritual, entre o corpóreo e o sentimental. Duas vidas unidas, em amor e cumplicidade, compartilhando alegrias e tristezas. Os anéis escolhidos pelo casal devem ser utilizados todos os dias e, por isto, são um dos elementos mais importantes e emblemáticos do casamento. Entretanto, você conheça a origem e o significado das alianças? Por que as utilizamos na mão esquerda e no dedo anelar? Separamos, então, algumas teorias para vocês!

De acordo com estudiosos, os egípcios e os hindus foram os primeiros a utilizar um anel para simbolizar o laço matrimonial, isto por volta de 2800 a.C. Para eles, o círculo perfeito, sem início e sem fim, era a representação do que uma união deveria ser: eterna e infinita. Eles também acreditavam que o terceiro dedo da mão esquerda possuía uma veia que levava diretamente ao coração e, por isso, a aliança era utilizada neste dedo. Em 3 a.C., com o domínio de Alexandre, o Grande sob o Egito, este costume foi levado para a Grécia.

Tendo em vista os estudos sobre magnetismo, os gregos começaram a usar anéis de ferro imantado no dedo esquerdo para que os corações dos amantes ficassem atraídos e conectados para sempre. A tradição também foi adotada pelos romanos, que além de defenderem a teoria do dedo anelar, ainda intitularam a veia do coração de vena amoris. Inicialmente, a aliança marcava a propriedade ou a compra de uma mulher, que então passava a ser noiva de um homem. A partir do século IX, a Igreja a adicionou um significado a mais: o valor sentimental. As alianças tornaram-se símbolo do compromisso e união entre os casais cristãos.

Um outro significado interessante para a escolha do dedo anelar remonta aos chineses. Segundo eles, cada dedo da mão representa algo. O polegar representa os pais; o indicador, os irmãos ou amigos; o médio, a própria pessoa; o anelar, o parceiro e o mindinhos, os filhos. Façamos como eles: junte as palmas das mãos, fazendo com o que os dedos esquerdos e direitos fiquem ponta com ponta, e os dedos médios fiquem dobrados em sua direção. Um a um, tente afastar os dedos: o polegar direito do esquerdo e assim por diante. Você consegue separar os polegares, pois você não viverá com seus pais pelo resto da vida; você consegue separar os indicadores, pois seus irmãos e amigos trilharão caminhos diferentes; você consegue separar os mindinhos, pois seus filhos terão história própria. Mas e os anelares? Tente separar! Você não consegue, pois, segundo a lenda, o amor entre duas pessoas deve durar a vida toda.

Por fim, não sabemos ao certo a origem do costume, mas reconhecemos e amamos toda a simbologia envolvida com as alianças de casamento. Elas fazem parte de nossa cultura e de muitos outros povos!

Já começou a sonhar com a sua festa?

Entre em contato conosco e veja como é fácil realizar este sonho!

CASTELO DE ITAIPAVA


BR 040 , KM 56 - Itaipava - Petrópolis/RJ
A apenas 1 hora do Rio ou de Juiz de Fora (MG)

Central de Informações e Reservas: +55 24 2223.9292
Casamentos e Festas: +55 21 9.9839.0101
Hotel+55 24 9.9911.9991
Eventos de Bilheteria: +55 21 9.8669.1034
Restaurante do Castelo: +55 24 9.9977.5477
Solar: +55 21 9.8669.1033